"A grandiosa Revolução Humana de uma única pessoa irá um dia impulsionar a mudança total do destino de um país e além disso, será capaz de transformar o destino de toda a humanidade."

ѵıѵα! ! ! ! α sgı 80 αησs ѵıѵα ! ! ! α вsgı 50 αησs ∂є яєαłızαçõєs,αѵαηçσ є sυcєssσ
ѵıѵα!!! sєηsєy

sgi

Loading...

Postagens populares

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Matéria p/ Iniciantes


Os Encantos da Filosofia Budista - Para Iniciantes


O verdadeiro aspecto de todos os fenômenos

Edição 2068 - Publicado em 22/Janeiro/2011 - Página A6

Como transformar a realidade?

Relembrando
Nitiren Daishonin ensina que todos os fenômenos são, sem exceção, “manifestações do Myoho-rengue-kyo”, esse é seu “verdadeiro aspecto”. Ou seja, cada fenômeno é uma expressão da grande entidade do Universo, que é o Nam-myoho-rengue-kyo.
O princípio na prática
Como esse princípio funciona na vida diária? Ele é a capacidade de usar habilmente tudo o que ocorre para criar valor.
Sofrimentos e alegrias
Muitos fatos, alegres e tristes, ocorrem no curso da vida. Tudo isso são fenômenos; chances para fazer brilhar na vida o “verdadeiro aspecto” do estado de Buda.
Em outras palavras
Todas as situações pelas quais uma pessoa passa são oportunidades de comprovar a prática budista. Esses fenômenos possibilitam que a força do estado de Buda manifeste na vida diária. Caso contrário, essa força permanece latente.
Usando tudo
Tudo o que ocorre é usado para expandir a felicidade. Esse é o significado de “conduzir uma vida iluminada pela sabedoria do verdadeiro aspecto de todos os fenômenos”.
O valor não se encontra apenas na alegria
O presidente Ikeda explana: “O valor não se encontra apenas na alegria. Tampouco o sucesso é o único resultado valioso. O ‘sofrimento é a mãe das realizações’. As preocupações e os fracassos, desde que não sejamos derrotados por eles, possibilitam-nos aprofundar a fé. Nossos sofrimentos tornam-se a matéria-prima com a qual construímos a felicidade. Este é o princípio de que ‘desejos mundanos são iluminação’. Os desejos mundanos são, da mesma forma que os demais fenômenos, o ‘verdadeiro aspecto’”. (PHJ, pág. 131.)
Tudo é benefício
“Fundamentalmente, para as pessoas que têm fé no Gohonzon, tudo é benefício. Aí reside a diferença entre os que praticam a fé na Lei Mística e os que não praticam.” (Ibidem.)
Reforçando
O que diferencia alguém que pratica corretamente ou não o Budismo é a capacidade de fazer que tudo torne-se benefício. Uma vida assim não possui espaço para lamentação, dúvida e sofrimento.
Uma vida grandiosa
Alguém que se dedica ao Kossen-rufu possui uma existência de significado. Em outras palavras, ela torna-se grandiosa porque é uma vida de valor. Isso é viver de acordo com o princípio do verdadeiro aspecto de todos os fenômenos.
Como torná-la grandiosa?
“Certa ocasião, quando eu [Daisaku Ikeda] ainda era jovem, perguntei ao presidente Toda: ‘O que torna uma pessoa grandiosa?’ Com um sorriso, ele respondeu: ‘Ter convicção. Na vida e em tudo, a convicção é fundamental. Há muitas coisas importantes na vida’. Dentre todas as respostas possíveis, o senhor Toda, sem hesitar um momento, citou a convicção. Naturalmente, ele se referia à grande convicção na Lei Mística. ‘Comprovarei infalivelmente a vitória em minha vida.’ ‘Ajudarei todos a serem felizes.’ ‘Farei que meu local de trabalho e minha comunidade desenvolvam-se grandiosamente.’ ‘Mudarei o curso desta época para dar surgimento a uma sociedade feliz e humanística.’ Os que possuem essa nobre convicção e agem com base nela são pessoas grandiosas.” (Ibidem.)
O Gohonzon
“Em síntese, todo o Universo é a ‘essência real de todos os fenômenos’ e é também o Gohonzon. Fundamentalmente, nossa própria vida também é a ‘essência real de todos os fenômenos’ e o Gohonzon. Portanto, quando nos devotamos ao Gohonzon, por meio do dinâmico intercâmbio entre o Universo e a nossa vida, nossa própria ‘essência real’, ou seja, nossa vida como a entidade de Nam-myoho-rengue-kyo, passa a brilhar. A sabedoria do Buda inerente em nossa vida surge. A coragem para agir com benevolência brota em nosso coração e entramos no caminho dourado da felicidade.” (Ibidem.)
Da forma como somos
“Não é necessário ir a algum outro lugar distante nem se tornar uma pessoa especial. Independentemente de passarmos por sofrimentos ou alegrias, se continuarmos a orar sinceramente ao Gohonzon e agirmos pelo Kossen-rufu, então, exatamente da forma como somos, poderemos nos tornar budas da ‘essência real de todos os fenômenos’ e realizar a missão que somente nós podemos cumprir.” (Ibidem.)
Concluindo
“Nossa vida passa a ser o Gohonzon quando realizamos a prática da Lei Mística para nós mesmos e para os outros. Nós podemos realmente fazer com que nossa vida brilhe como a entidade da Lei Mística. O presidente Toda disse: ‘O Gohonzon penetra totalmente em nossa vida quando adoramos e recitamos o Nam-myoho-rengue-kyo. Quando abrimos os olhos e observamos o Universo, ali encontramos o Gohonzon. E quando fechamos os olhos e contemplamos o interior de nosso ser, o Gohonzon também aparece ali claramente, com uma força cada vez mais poderosa e um brilho cada vez mais resplandecente’.” (Ibidem.)