"A grandiosa Revolução Humana de uma única pessoa irá um dia impulsionar a mudança total do destino de um país e além disso, será capaz de transformar o destino de toda a humanidade."

ѵıѵα! ! ! ! α sgı 80 αησs ѵıѵα ! ! ! α вsgı 50 αησs ∂є яєαłızαçõєs,αѵαηçσ є sυcєssσ
ѵıѵα!!! sєηsєy

sgi

Loading...

Postagens populares

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Noticias


Enchentes provocam desastre natural

Edição 2068 - Publicado em 22/Janeiro/2011 - Página A5

Várias cidades de SP, MG e, principalmente, RJ enfrentam a fúria das águas e deslizamentos que provocam mais de 720 mortes

EM BUSCA DE VIDA. Trabalho de remoção de destroços e busca por vítimas em Teresópolis, região serrana do RJ
Da Redação
Há mais de uma semana, o mundo inteiro está com os olhos voltados para o Brasil, por causa das vítimas da maior tragédia climática brasileira.
O cenário nesses locais é devastador. Desabamentos, soterramentos, falta de energia elétrica, água, luz, comida. 
Os números também assustam: o total de vítimas fatais das enchentes e deslizamentos só na região serrana do Rio de Janeiro chegou a 727, segundo boletim divulgado na quarta-feira (19) pela Secretaria de Estado da Saúde e Defesa Civil. São 345 mortos em Nova Friburgo, 298 em Teresópolis, 63 em Petrópolis e 21 em Sumidouro.
O boletim informa ainda que 6.050 pessoas estão desabrigadas e ocupam abrigos públicos. Outras 7.780 tiveram de abandonar suas residências e estão na casa de parentes e amigos. O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) divulgou também uma lista com o nome de 208 pessoas que ainda estão desaparecidas.
Os trabalhos de resgate estão concentrados em áreas que ainda permanecem isoladas após terem sido bloqueadas por toneladas de terra, lama e pedras que deslizaram das montanhas e soterraram centenas de casas. As cidades do interior de São Paulo atingidas pelos temporais ainda contabilizam prejuízos. Segundo a Defesa Civil, 90 municípios do estado foram atingidos, deixando 2.162 desabrigados, 9.712 desalojados, 23 feridos e 24 mortos.
Segundo o coordenador do Rio de Janeiro (CRJ), Hamilton de Castro Araújo, que tem acompanhado de perto os acontecimentos junto aos líderes dessas localidades, uma família associada da BSGI do bairro de Itaipava, em Petrópolis, sofreu um dano maior devido às enchentes. ”Eles deixaram a casa com água na altura da cintura. A única perda que sofreram foi material. Todos estão bem e em segurança”, disse Hamilton.
No estado de São Paulo, 20 membros da BSGI da cidade de Atibaia, foram atingidos pelas enchentes. Alguns tiveram a casa alagada e perderam parte de seus pertences, outros precisaram deixar as residências devido o alto nível da água.
Em Minas Gerais, 84 municípios chegaram a decretar estado de emergência por causa dos estragos causados por chuvas desde outubro de 2010. 
Segundo a Defesa Civil do Estado, 1,3 milhão de pessoas foram afetadas e 2,5 mil estão desabrigadas.
Conforme comunicado ao lado, os membros da BSGI estão solidariamente orando para a total recuperação das perdas e pela memória das vítimas e conforto dos familiares. Algumas organizações da BSGI mais próximas da tragédia têm se mobilizado para apoiar os envolvidos.

Comunicado oficial

Todos os membros da Associação Brasil -SGI sentem-se profundamente consternados com a tragédia das enchentes no Sudeste do Brasil, principamente no Rio de Janeiro, que já somam mais de 720 mortos.
O princípio da SGI é o respeito absoluto à vida. Por isso, nos unimos às famílias dos falecidos e enviamos sinceras orações em memórias dos que infelizmente perderam a vida nos últimos dias. E também oramos seriamente para que os feridos se recuperem e os trabalhos de limpeza e recuperação dos locais tenham total êxito.
Temos acompanhado tudo atentamente e algumas organizações mais próximas da tragédia mobilizam-se para apoiar no que for preciso.