"A grandiosa Revolução Humana de uma única pessoa irá um dia impulsionar a mudança total do destino de um país e além disso, será capaz de transformar o destino de toda a humanidade."

ѵıѵα! ! ! ! α sgı 80 αησs ѵıѵα ! ! ! α вsgı 50 αησs ∂є яєαłızαçõєs,αѵαηçσ є sυcєssσ
ѵıѵα!!! sєηsєy

sgi

Loading...

Postagens populares

segunda-feira, 31 de outubro de 2016



"" O ferro quanto mais se usa, mais brilhante fica. Quando não, enferruja". Este é um provérbio que ensina que aquele que está sempre em ação, lutando e trabalhando incansavelmente, não terá a sua capacidade reduzida e a sua atitude o tornará uma pessoa vitoriosa. Ao contrário, um indivíduo que se entrega à preguiça, mesmo que tenha um grandioso potencial, mais cedo ou mais tarde, sem perceber, terá sua decadência como ser humano. Por mais inteligente que seja uma pessoa e mesmo que tenha tido o privilégio de frequentar boas escolas e ter ótima formação, isto não pode ajudá-lá em nada se ela mesma não agir. Esta é uma regra básica da vida como o ferro que não é usado enferrujará. O importante é a atitude diária e contínua. Muitas vezes é mais confortável deixar as coisa como estão, mantendo-se o mesmo ritmo, do que acelerar o passo e, com isso, desgastar-se mais. Mas esse conforto é apenas uma satisfação passageira e, com o passar do tempo, percebe-se que não há progresso e tudo permanece como está, o que pode gerar insatisfação. Com isso, concluímos que o maior inimigo são os trilhos que criamos para nós mesmos." *Editorial*, BS 2345, pág. A2
*Quando ninguém mais acredita...*
Marttuci: “A esperança não pode acabar nunca.”
Ser vitorioso é sempre gostoso e quem já venceu sabe bem disto. Mas existe uma circunstância em que ser vitorioso tem um sabor superespecial, “subarashii (“maravilhoso”, em japonês) pra caramba”. É quando ninguém mais “acredita” na gente. Eta coisa danada de boa quando conseguimos transformar todo um quadro de fracasso em grande vitória, quando, como se diz na linguagem popular, “arrebentamos a boca do balão”!
Seja no trabalho, na família, na vizinhança; seja num joguinho de truco, de buraco, de dominó, de bocha, de futebol, não importa. A sensação de que “eu venci” é insuperável, gostosa demais.
Quando se passou a vida inteira sonhando com uma casa própria, entrar nela é “porreta”!
Quando se desejou muito estar com a pessoa amada e isso ocorre, é “bicho bom”!
Quando se quis demais ter o primeiro carro, dirigi-lo e buzinar à toa, só para que os outros olhem, é “sarado”!
Mas quando todo mundo duvida da gente, quando todos nos olham como a personificação do fracasso, da incompetência, da fraqueza, da covardia, da derrota, e conseguimos vencer, aí sim, reside a maior das alegrias, o sentimento de “É bom me respeitar!”.
Por isso, se neste momento você se encontra em meio a um grande sofrimento, um problemão daqueles homéricos, por mais que você esteja desesperado, esteja sendo taxado de mil adjetivos negativos, não se esqueça deste incentivo do nosso mestre, que eu, em particular, tenho gravado em minha vida: “A palavra desespero não faz parte da vida de quem recita Nam-myoho-rengue-kyo.”
Agora chegou minha hora de provar que sou mais eu. Agora vão conhecer de quem sou discípulo. Agora vão saber por que optei ser membro da Soka Gakkai. Agora vou mostrar como se faz a verdadeira prática da fé. Já que ninguém acredita mais em mim, que ninguém acha que me sairei bem, vou vencer. Afinal sou leão e o leão não procura companheiros. “Um leão vale mais que mil ovelhas.”
É assim que surgem os grandes relatos de experiência, daqueles que incentivam companheiros no Brasil e no mundo. Quando o médico desengana, quando a ordem de despejo chega, quando o filho vai preso, quando o lar está desmoronando, quando acontecem acidentes, quando o dinheiro já acabou, enfim, quando ninguém mais acredita na gente, é que surge a força capaz de sacodir e abalar.
O ano ainda não acabou. O sonho ainda não acabou. A esperança de um bom budista não acaba nunca. Portanto, como afirma o poeta Thiago de Mello: “Faz escuro mas eu canto, porque o amanhã vai chegar.”
Brasil Seikyo, Edição 1534, 04/12/1999, pág. A2 / Tendência & Opinião
Bom diaaaaaaaaaaaaa de muitos desafios. Uhuuuuuuuu
“Cada dia da vida é um dia novo, precioso e insubstituível. Aqueles que se desafiam com seriedade, com todo seu ser e sinceridade, brilham de alegria e realização. Em cada novo dia de desafio, podemos abrir o caminho para uma vitória significativa”. Daisaku Ikeda (Brasil Seikyo, edição no 1.611, 14 de julho de 2001, pág. A3.)
Bom diaaaaaaaaaaaaa de muitos desafios. Uhuuuuuuuu
“Cada dia da vida é um dia novo, precioso e insubstituível. Aqueles que se desafiam com seriedade, com todo seu ser e sinceridade, brilham de alegria e realização. Em cada novo dia de desafio, podemos abrir o caminho para uma vitória significativa”. Daisaku Ikeda (Brasil Seikyo, edição no 1.611, 14 de julho de 2001, pág. A3.)
[19/10 07:07] Shibata: Bom diaaaaaaaaaaaaaa no dia de hoje maravilhoso. Uhuuuuuuu
“Não busque o passado nem acalente levianamente o futuro.
O passado já ficou para trás,e o futuro ainda está por vir. Saiba discernir com clareza a natureza do presente em meio à realidade. Aquele que, sem se perturbar ou se deixar abalar, percebe claramente o presente, eleva
seu estado de vida. Dedique-se simplesmente a fazer aquilo que deve ser
feito hoje.” (Preleção dos Capítulos Hoben e Juryo - Pág. 225.)
[20/10 06:28] Shibata: Bom Dia!
" Ao aprofundar a fé.
A prática e o estudo avançam.
Ao avançar na prática e no estudo,
A fé se aprofunda.
É em meio à interconexão de cauda e efeito
Que emergem os benefícios,
Os quais extinguem o mal originando o bem.
A felicidade é decidida.
Acumula-se a eterna boa sorte.
As pessoas que mantêm a prática e o estudo
Trilham o caminho vitorioso
Do supremo respeito aos seres humanos,
São pessoas que não retrocedem
E vencem sem falta eternamente.
Tesouro do coração -
A felicidade e os benefícios acumulados no coração
Não são perturbados por nada.
Jamais são destruídos.
A sabedoria que rompe os sofrimentos de nascimento, envelhecimento, doença, morte e
A coragem que desperta a eternidade, felicidade verdadeiro eu e pureza
Estão inerentes à nossa vida.
O exercício para abrir este cofre interno
São os "dois caminhos da prática e do estudo"." *Encontro com o Mestre*, BS 2343, pág. B1. 🙏🙏🙏